-

  • Biblioteca Escolar - Escola Secundária de Vila Real de Santo António
  • quinta-feira, abril 30, 2009

    O LIvro das Terras Imaginadas



    Le Livres des Terres Imaginées foi a obra vencedora na categoria de não ficção da última Feira do Livro Infantil de Bolonha. Pode ser adquirido através do Amazon francês


    site do autor

    Babel na Biblioteca



    A Biblioteca Pública de Braga, unidade cultural da Universidade do Minho, apresenta, entre quinta-feira e 29 de Maio, uma exposição bibliográfica intitulada «Babel na Biblioteca» com traduções de obras de autores portugueses, anunciou esta quarta-feira fonte da instituição citada pela Agência Lusa.

    De acordo com a referida fonte, a exposição (que serve para comemorar o Dia Mundial do Livro) vai mostrar 125 obras de autores portugueses traduzidas para 15 diferentes línguas existentes nas suas colecções. A mostra pode ser visitada no átrio da Reitoria da Universidade do Minho (UMinho), no Largo do Paço, nos dias úteis.

    As línguas mais representadas são o francês com 45 títulos, o romeno com 17, o inglês com 15 e o espanhol e o italiano com 12 cada, mas também há livros em alemão, búlgaro, checo, chinês, croata, dinamarquês, galego, húngaro, latim e paquistanês.

    O autor mais traduzido nas colecções da biblioteca é Fernando Pessoa, com 18 títulos, seguindo-se Luís de Camões com nove, José Saramago com seis e Eugénio de Andrade com cinco. De entre os escritores com ligações ao Minho estão obras de Francisco Duarte Mangas, José Manuel Mendes e Vergílio Alberto Vieira, para além de Camilo Castelo Branco.

    No total, são 56 os autores de que se apresentam traduções. É ainda de assinalar a existência de oito antologias de poesia e duas de ficção. A edição mais antiga é de 1653, uma tradução de «Os Lusíadas» para italiano, feita por Carlo Antonio Paggi.

    O catálogo da exposição pode ser consultado no sítio da biblioteca na Internet.

    Quinta-feira, Dia Mundial do Livro, a Biblioteca Pública de Braga, como vem sendo habitual, oferecerá alguns livros (fundos editoriais e duplicados) a quem a utilizar.

    quarta-feira, abril 29, 2009

    Estrelas de Papel


    Estrelas de papel:
    livros de astronomia dos séculos XIV a XVIII

    EXPOSIÇÃO | Comissariada por Henrique Leitão | 29 de Abril a 31 Julho | Entrada livre



    Integrada nas comemorações do Ano Internacional da Astronomia, que se celebra em 2009, a Biblioteca Nacional de Portugal organiza uma exposição em que pela primeira vez será apresentado um conjunto fundamental das obras mais emblemáticas da história da astronomia, manuscritas e impressas. Uma oportunidade rara para conhecer um património cultural que revela a evolução da mais antiga das ciências exactas – a Astronomia – e testemunhar o fascínio que o espectáculo da abóbada celeste exerceu em todos os povos e culturas, nas suas expressões tanto científicas como estéticas.

    O REI VAI NU ... MAS POUCO (I)


    Encontra-se no Centro de Estudos a exposição de desenhos, e respectivo cenário, criados a partir da história O Rei Vai Nu, de Hans C. Andersen.



    Os desenhos e versão final da história (aliás, várias, pois na actividade de leitura animada não foi contado o final da história e cada aluno deu um destino aos impostores) foram feitos pelos alunos do 7º B. Cada aluno irá receber um "livro" com a história do autor, as versões e as ilustrações de cada um. O 11º TB foi a turma dinamizadora.

    NU, MAS POUCO (II)


    Nenhum aluno desenhou o rei completamente nu.

    Fantoches na Biblioteca

    terça-feira, abril 28, 2009

    A Nossa Mãe

    Traduzam, meninos de Inglês

    Contos


    Lê on-line

    FEIRA DO LIVRO DE LISBOA 30 ABRIL-17 MAIO



    Bem-vindo
    Lisboa acolhe, entre 30 de Abril e 17 de Maio, a 79ª edição da Feira do Livro de Lisboa, certame que conta este ano com nova imagem, dinâmica e conceito, procurando alcançar os públicos mais jovens e a dinamização do gosto pelos livros e pela leitura desde a primeira hora.
    Do programa de animação diária do evento, destaque para " Lisboa, Encruzilhada de Livros", um espaço dedicado à troca de livros e que fomenta a partilha de memórias e testemunhos de leitores, não apenas portugueses, mas das várias comunidades que habitam Lisboa e que são convidados a integrar esta biblioteca global.
    As crianças não foram esquecidas, e como tal, a organização preparou um conjunto de actividades muito ao seu gosto: A Hora do Conto, todos os dias úteis entre as 14h e as 17h; Oficinas Lúdico-culturais e Oficinas de Tecnologia de Informação e Comunicação, que serão desenvolvidas com o acompanhamento de monitores do Plano Tecnológico







    Veja o blog aqui

    domingo, abril 26, 2009

    D. Nuno Álvares Pereira


    «A figura de Nuno Álvares Pereira é hoje tão actual como em 1385. Tendo vivido num momento em que o seu País atravessava um período de grandes dificuldades políticas e económicas, não desanimou. Soube lutar e contribuir para que Portugal e o povo português, pudessem ter um futuro melhor. Actuou com inteligência, eficácia e determinação, mas fê-lo demonstrando sempre um grande amor pelo seu próximo. Esta sua última característica, permitiu que tivesse sido reconhecido como santo, em Abril de 2009. (…)Isabel Ricardo chama a atenção para a dupla responsabilidade que todos nós temos. Com efeito, os caminhos que escolhemos e as opções que tomamos, afectam não apenas as nossas próprias vidas, mas reflectem-se também no desenvolvimento e no futuro de Portugal.»

    Dr. Alexandre Patrício Gouveia, Presidente da Fundação Batalha de Aljubarrota

    ISABEL RICARDO publicou para a Planeta Editora a obra NUNO ÁLVARES PEREIRA a Demanda do Mestre de Avis e a Vida do Santo Condestável que em breve teremos na nossa BIBLIOTECA

    Nuno Álvares Pereira


    Papa Bento XVI canonizou Dom Nuno Álvares Pereira

    Dom Nuno Álvares Pereira foi proclamado santo, esta manhã, no Vaticano. Eram cerca das 9 e meia, hora de Lisboa, quando milhares de pessoas assistiram à cerimónia, entre elas 2 mil portugueses. O Papa destacou a vida de São Nuno, o Condestável, elogiando o facto de mesmo em confrontos militares ter mantido os "valores e princípios" cristãos O Papa Bento XVI falou em português na praça da S. Pedro.

    sábado, abril 25, 2009

    Canção de Embalar

    DA LIBERDADE

    Há noites que são lírios e são feras
    Natália Correia

    Henrique Matos, Pássaro sobre a Liberdade

    sexta-feira, abril 24, 2009

    25 de Abril



    A esta hora já tinha começado. E, sem darmos por isso, passaram 35 anos!

    CAPITAL MUNDIAL DO LIVRO



    Beirute
    Informações aqui

    S'MORE


    A melhor coisa do mundo:

    2 tostas
    1 marshmallow
    1 quadrado de chocolate

    Faz uma espécie de sanduíche como a da imagem. tosta, chocolate, marshmallow, tosta.
    Leva ao microondas cerca de 8 segundos. ATENÇÃO: aquecido demais pode explodir.
    Sabem porque se chama «s'more»? Quando se come uma vez tem de se repetir pelo menos 2 ou 3 vezes.
    Bom apetite!!!

    quinta-feira, abril 23, 2009

    Vencedores do Pullitzer 2009


    Ficção: Olive Kitteridge, Elizabeth Strout (Random House).
    História: The Hemingses of Monticello: An American Family, Annette Gordon-Reed (W.W. Norton & Company).
    Biografia: American Lion: Andrew Jackson in the White House, Jon Meacham (Random House).
    Poesia: The Shadow of Sirius, W.S. Merwin (Copper Canyon Press).
    Não-Ficção: Slavery by Another Name: The Re-Enslavement of Black Americans from the Civil War to World War II, Douglas A. Blackmon (Doubleday).

    quarta-feira, abril 22, 2009

    Dia do Livro e do Direito de Autor 2009


    Comemora-se hoje o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor. A data foi instituída pela Conferência Geral da UNESCO para prestar tributo aos grandes autores da literatura mundial que nasceram ou morreram neste dia. É o caso de Cervantes, Shakespeare, Inca Garcilaso de la Vega e Vladimir Nabokov. A celebração procura também encorajar as pessoas, especialmente os mais jovens, “a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a obra insubstituível daqueles que contribuíram para o progresso social e cultural da Humanidade” (UNESCO).
    A ideia de celebrar este dia surgiu na Catalunha, onde é oferecida uma rosa a cada pessoa que compra um livro. Desde então o dia 23 de Abril tem sido comemorado de diversas formas um pouco por todo o mundo.

    terça-feira, abril 21, 2009

    segunda-feira, abril 20, 2009

    DAR MÚSICA AO LIXO








    Instrumentos feitos a partir de objectos do quotidiano e com destino marcado para outras reciclagens. O engenho fez o resto. Trabalhos das alunas de Acção Social, 11º ano. No Centro de Estudos.


    sábado, abril 18, 2009

    Arte, arte e mais arte




    Parecem aqueles origamis feitos com folhas A4, mas não é bem assim. Mais do que qualquer outro é um site a visitar por quem se interessa. O dinamarquês Peter Callesen é o autor destas pequenas (ou grandes) maravilhas. O artista chama-lhes «instalações» e a sua obra inclui ainda o desenho e a pintura e materiais tão díspares como água ou gelo. No mínimo deslumbrante!

    Visita

    Continuamos com arte (melancias)


    A arte não tem limites. Takashi Itoh, nascido a 2/06/1976 em Tóquio tem uma obra de fazer crescer água na boca, principalmente a nós que tanto gostamos de melão e melancia Desde 2001 que o artista participa em vários programas de televisão para exibir esta arte de esculpir fruta que aprendeu sozinho numa festa tailandesa.
    Visitem o site e observem bem a imagem. Depois comprem melancias e exprimentem em casa ou na escola.

    A Galeria

    Interessa aos alunos de arte. Consultem sem falta a

    saatchi

    Penas


    Julie Thompsom é a senhora das penas. É natural do Alasca e desde 1990 que mostra o seu trabalho pelas várias galerias do mundo. Procurem-na no You Tube ou

    AQUI

    sexta-feira, abril 17, 2009

    Soeiro Pereira Gomes



    - Nasceu em Gestaçô, no norte, em 1909, faz terça-feira um século, e aos 22 anos fixou-se em Alhandra - para nela um dia se descobrir escritor e dela fazer cenário central da sua obra. Assinava Soeira Pereira Gomes.Viveu 40 anos - morreu em 1949 - e deixou dois romances, "Esteiros" e "Engrenagem", um livro de contos, "Contos vermelhos", crónicas. A este contributo como escritor, e indissociável dele, há que juntar o que Soeiro prestou como cidadão e militante do Partido Comunista, ao qual aderiu, já em Alhandra, em finais dos anos 30 (são desencontradas as informações sobre o ano exacto dessa adesão).
    Na então pequena vila ribeirinha do Tejo, Soeiro, empregado na Cimentos-Tejo, hoje Cimpor, envolve-se em actividades de dinamização cultural e desportiva. Organiza aulas de ginástica para os filhos dos operários da fábrica, impulsiona a criação de bibliotecas populares nas colectividades locais, participa na construção de uma piscina...
    Nessa piscina haveria de "nascer", anos mais tarde, um campeão da natação de fundo, de "águas abertas" - Baptista Pereira, o rebelde Gineto dos "Esteiros".
    Porque a isso o impele a sua consciência de militante, Soeiro, já então com um cargo dirigente no partido, participa na organização de greves e manifestações em Maio de 1944. Lutava-se contra o racionamento de bens essenciais, a carestia, o agravamento das condições laborais.
    A PIDE já há algum tempo lhe seguia o rasto, procura-o - e Soeiro é forçado a entrar na clandestinidade. Como centenas de outros.
    Os anos seguintes são de intenso, duro trabalho para o partido - com inevitável preterição da actividade literária.
    Já então tinha sido publicada a sua obra maior, "Esteiros". O livro saiu em 1941 com ilustrações de Álvaro Cunhal.
    Na homenagem ao escritor, na Sociedade Euterpe Alhandrense, à passagem dos 50 anos da sua morte, Cunhal recordou ter sido o próprio Soeiro a pedir-lhe que ilustrasse o livro.
    "E assim fiz - contou -, certo, porém, de que os modestos desenhos não eram dignos do valor da obra literária. Observação atenta da vida, `Esteiros` é um romance de profundos sentimentos de amor e ternura pelas crianças e transmite (sem o explicitar) a indignação pela exploração e miséria de que são vítimas".
    "Esteiros" é hoje reconhecido como um dos títulos paradigmáticos do neo-realismo português. É a história do Gaitinhas, do Coca, do Maquineta, do Gineto, de outros garotos forçados pela fome ao trabalho nos esteiros, canais abertos pelo Tejo na margem alhandrense e de onde se retirava barro para fazer tijolo e telha (nos telhais).
    "Esses garotos miseráveis (...) deram a Pereira Gomes a oportunidade de se destacar de entre todos os escritores da mesma geração e de tendência idêntica: porque, melhor do que nenhum, ele soube compreender as suas personagens, porque, como nenhum, as soube amar", escreveu Adolfo Casais Monteiro, poeta presencista e cunhado de Soeiro.
    Publicado postumamente (1951), "Engrenagem", em cujo manuscrito o escritor deixou marcada a intenção de o rever um dia, é - na síntese de Urbano Tavares Rodrigues há anos publicada no jornal "Avante" - "uma incisiva análise das relações económicas e humanas numa vila ribatejana e numa fábrica de ferro e aço (semelhante nalguns aspectos à dos Cimentos-Tejo, onde o autor foi chefe de escritório) e verdadeira epopeia das lutas do operariado industrial" .
    Os "Contos Vermelhos" têm como pano de fundo a vida clandestina dos militantes comunistas.
    Sobre eles, também nas páginas do "Avante", escreveu o poeta e ensaísta Manuel Gusmão. "Contam acções de personagens em situações excepcionais, porque a clandestinidade política é um estado de excepção, por um lado porque é violentamente imposta, por outro, porque aqueles que a ela se decidem, sempre minoritários, o fazem para acabar com a situação que a impõe".
    Dia 19 de Abril em Alhandra e entre Novembro e Fevereiro de 2010 em Vila Franca de Xira, Soeiro Pereira Gomes será alvo de homenagens: a primeira no Museu local (Casa Sousa Martins) e a segunda no Museu do Neo-Realismo.

    quinta-feira, abril 16, 2009

    Mme Bovary


    Quinta-feira, 16 de Abril de 2009
    Manuscrito do romance Madame Bovary na Internet

    «As 4.500 folhas manuscritas do célebre romance de Gustave Flaubert Madame Bovary estão disponíveis na internet, graças ao trabalho desenvolvido durante mais de dois anos por centenas de apreciadores, incluindo portugueses, da obra do autor francês.»

    Ler no Diário Digital.

    Postado por Booktailors - Consultores Editoriais às 14:00

    Marcadores: O livro e a era digital

    Ver aqui

    Charles Chaplin


    Charles Chaplin, o popular Charlot faria hoje 120 anos.
    A vida dele está aqui

    terça-feira, abril 14, 2009

    Biblioteca Digital


    A WORLD DIGITAL LiBRARY ficará disponível na Internet a partir de 21 de Abril de 2009

    Procura-a aqui

    segunda-feira, abril 13, 2009

    sábado, abril 11, 2009

    Homenagem a L'Aquila


    Por sugestão de Paulo Izidoro

    Biblioteca de L'Aquila

    Corin Tellado morre aos 82 anos


    A escritora espanhola Corín Tellado, criadora de pequenos romances que são considerados antepassados das actuais telenovelas, morreu hoje de madrugada, aos 82 anos, na cidade de Gijón (Espanha). Entre os autores espanhóis só fica atrás de Cervantes ( 'D. Quixote') no que toca ao número de leitores.

    Corín Tellado, cujo verdadeiro nome era María del Socorro Tellado López, terá vendido acima de 400 milhões de exemplares dos mais de quatro mil livros que escreveu ao longo da vida. Quase todos com intrigas marcadas pelos encontros e desencontros amorosos e que foram devorados por gerações de leitoras na Espanha, América Latina e também em Portugal.

    As 897 obras de Corín Tellado com registo na Biblioteca Nacional começaram a ser editadas em Portugal na década de 50, sobretudo pela Editorial Íbis, mas foi nos anos 70 e 80 que a Agência Portuguesa de Revistas publicou a maioria dos seus livros, com títulos tão sugestivos quanto 'O Meu Grosseiro Marido', 'Temos que Casar o Papá', 'A Tua Dúvida Destrói-me' ou 'Respeita a Minha Indecisão'.

    Nascida a 25 de Abril de 1926 em Viavélez, uma localidade costeira da região das Astúrias, Corín Tellado começou a escrever muito cedo e em 1945 lançou 'Atrevida Apuesta'. Na passada quarta-feira terminou o seu último título, encomendado pela revista 'Vanidades'.
    Leonardo Ralha

    quinta-feira, abril 09, 2009

    Revistas Electronicas


    Revista Giggle

    Coração de Tinta




    Inkheart - Coração de Tinta
    Mortimer "Mo" Folchart (Brendan Fraser) e a sua filha de 12 anos, Meggie (Eliza Hope Bennett), partilham a paixão pelos livros. O que eles também partilham é o dom único de trazer as personagens dos livros para a vida quando lêem em voz alta. Mas há um perigo: por cada personagem trazida para a vida, uma pessoa a sério desaparece nas páginas do mesmo livro.
    Numa das suas viagens a alfarrabistas, Mo ouve vozes que já não ouvia há anos, e quando descobre o livro de onde elas vêm, sente um arrepio pela espinha acima. É Inkheart, um livro recheado de ilustrações de castelos medievais e estranhas criaturas - um livro que ele andava à procura desde que Meggie tinha três anos de idade, quando a sua mãe, Resa (Sienna Guillory), desapareceu para o interior do seu místico mundo.
    Mas o plano de Mo para usar o livro e resgatar Resa é posto em causa quando Capricorn (Andy Serkis), o diabólico vilão de Inkheart, rapta Meggie e exige a Mo que dê vida a outra personagem ficcional. Determinado a resgatar a filha e mandar as personagens de ficção para onde elas pertencem, Mo reune um variado grupo de aliados - reais e mágicos - e embarca numa viagem ousada e perigosa, para colocar todas as coisas no seu sítio.
    Por: IOL Cinemamais

    quarta-feira, abril 08, 2009

    Páscoa Feliz


    Eis a definição de Páscoa segundo a Wikipedia. Páscoa Feliz!!! Deseja-vos a equipa da BIBLIOTECA

    A Páscoa (do hebraico Pessach, significando passagem) é um evento religioso cristão, normalmente considerado pelas igrejas ligadas a esta corrente religiosa como a maior e a mais importante festa da cristandade. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo (Vitória sobre a morte) depois da sua morte por crucificação (ver Sexta-Feira Santa) que teria ocorrido nesta altura do ano em 30 ou 33 d.C. O termo pode referir-se também ao período do ano canónico que dura cerca de dois meses a partir desta data até ao Pentecostes.

    Os eventos da Páscoa teriam ocorrido durante o Pessach, data em que os judeus comemoram a libertação e fuga de seu povo escravizado no Egipto

    Beatles Reeditados



    Nem só os professores mais velhos gostam deles!!! Vejam a notícia

    Obra dos Beatles reeditada com som restaurado

    por JOÃO MOÇO

    Em 1987 grande parte da discografia dos Beatles ganhou segunda vida em CD. A 9 de Setembro deste ano vai ser reeditada, mas com o som digitalmente remasterizado.

    09/09/2009. Esta é uma data a ter em atenção. Será neste dia que o catálogo dos Beatles será editado pela primeira vez com o som digitalmente remasterizado. Já o primeiro videojogo onde a música do quarteto de Liverpool é protagonista, intitulado The Beatles: Rock Band, também será editado nesse mesmo dia.

    A discografia do grupo ganhou segunda vida, em CD, no ano de 1987. Desde então este catálogo tornou-se quase intocável, sendo muito raras as reedições de material do grupo. Em concreto, apenas tiveram segundo lançamento em CD o duplo The Beatles (habitualmente referido como o "álbum branco", no seu 30º aniversário, em 1998) e a banda sonora de Yellow Submarine (em 1999). Agora é a vez dos restantes discos.

    Foram necessários quatro anos para restaurar a qualidade sonora dos discos dos Beatles. Um grupo de engenheiros esteve durante este período a trabalhar nos míticos estúdios de Abbey Road, em Londres, recorrendo não só às novas tecnologias digitais, mas também a equipamento vintage, com o objectivo de preservar "a autenticidade e integridade das gravações analógicas originais", pode ler-se no comunicado de imprensa.

    Além dos 12 discos de estúdio, serão reeditados com um novo som a banda sonora Magical Mystery Tour e os dois volumes da compilação Past Masters (que agora estarão juntos num só álbum). Cada disco será ainda acompanhado por um DVD que inclui um documentário sobre a sua gravação e um booklet com fotografias raras. Os 14 álbuns estarão disponíveis juntos numa caixa, mas também individualmente. Esta será ainda a primeira vez que os primeiros quatro discos de estúdio dos Beatles serão editados com som estéreo.

    Também no dia 9 de Setembro será lançada a caixa The Beatles In Mono, que reúne os 10 discos originais lançados em 1987, com som mono. No entanto,as edições de Help! e Rubber Soul vão contar com material bónus, isto é, as misturas em estéreo de 1965, que nunca foram editadas em CD.

    A música dos Beatles vai ainda ganhar nova vida no jogo The Beatles: Rock Band, projecto desenvolvido por Dhani Harrison, filho de George Harrison.

    Apesar de todas as surpresas já marcadas para o dia 9 de Setembro há ainda um outro projecto que envolve a música do grupo que ainda não ganhou desenvolvimentos. Ainda não é possível saber quando é que o catálogo do grupo estará disponível para venda digital.

    Recentemente o filho de George Harrison sugeriu à revista norte-americana Blender a criação de uma loja online para vender apenas músicas dos Beatles. Na altura Dhani Harrison afirmou em declarações a esta revista que Steve Jobs (da Apple) "afirma que um download vale 99 cêntimos e nós discordamos". Desde então não foram noticiados quaisquer pormenores quanto à possível criação de uma loja online , ao que parece s ser criada pelos próprios, para vender somente a música dos Beatles.

    Livros póstumos de Michael Crichton


    terça-feira, 7 de Abril de 2009 | 15:56
    Imprimir Enviar por Email
    Dois romances inéditos de Michael Crichton vão ser publicados

    Dois romances inéditos de Michael Crichton estão agendados para publicação, um dos quais, «Pirate Latitudes», em Novembro, anunciou a HarperCollins.

    «Pirate Latitudes«, uma história de aventuras passada na Jamaica no século XVIII que conta a história de um pirata que planeia assaltar um galeão espanhol, foi descoberto recentemente nos arquivos de Crichton, que morreu de cancro em Novembro de 2008, aos 66 anos, precisou a editora.

    A obra, que terá uma tiragem de um milhão de exemplares, deverá chegar às livrarias norte-americanas a 24 de Novembro.

    Outra obra agora descoberta - um «thriller« tecnológico que o autor não concluiu e ainda sem título - deverá sair em 2010.O livro será concluído por um co-autor, que ainda não está escolhido e em cuja selecção colaborará Lynn Nesbit, agente de Crichton.

    Escritor, argumentista e autor de «best-sellers« como «Parque Jurássico« e da série televisiva «Serviço de Urgência«, Crichton escreveu mais de 20 romances que estão traduzidos em 36 idiomas, o português incluído.

    terça-feira, abril 07, 2009

    Galaxy British Awards 2009


    O livro Breaking Dawn (Amanhecer) ganhou o prémio de livro infantil/juvenil do Ano da Galaxy British Book Awards.
    "Breaking Dawn de Stephenie Meyer foi hoje premiado pelo prestigiado WHSmith Children’s Book, como livro infantil/juvenil do ano, os Óscares no mundo dos Livros."Breaking Dawn é o quarto volume da fenomenal saga de sucesso Crepúsculo - um romance sobrenatural em que Bella Swan caminha na linha entre imortais (vampiros) e mortais.Entre outros livros, Breaking Dawn bateu o livro ' Os contos de Beedle o Bardo' de JK Rowling.Falando da sua casa no Arizona, Stephenie disse que ganhar o prémio foi 'incrível e fenomenal'. Ela disse o quanto estava radiante e agradeceu a todas as pessoas que lêem os seus livros.Publicado pela Atom em Agosto de 2008, Breaking Dawn já vendeu mais de 400.000 cópias em livro de capa dura. Mais de 47 milhões de exemplares da série já foram vendidos - incluindo mais de 2,6 milhões de exemplares no Reino Unido - e foi traduzido para 33 línguas. Em Novembro do ano passado, foi o lançado o filme Twilight - o primeiro livro da série, a versão cinematográfica da Lua Nova - o segundo da série - chega em Novembro deste ano.

    Futura Biblioteca de Birmingham


    Vai abrir em 2013 e faz parte de um projecto de super-bibliotecas do Reino Unido.
    Custará 193 milhões de libras

    Grandes autores na RTP

    2009-03-27 11:14:03
    Estreia

    Faz sentido falar de literatura em televisão? Contar a história dos livros em tv promove ou afasta os leitores dos livros? Será que é serviço público apresentar ao público de tv as obras portuguesas que são também do domínio público?

    ESTREIA: Sexta, 21h00, RTP 2



    Para ajudar à discussão, a RTP 2 estreia hoje (dia 27) em horário nobre a série Grandes Livros, produzida pela Companhia de Ideias. "Os Maias", de Eça de Queiroz; "O Delfim", de José Cardoso Pires; "Os Lusíadas", de Luís de Camões; "Amor de Perdição", de Camilo Castelo Branco; "Navegações", de Sophia de Mello Breyner; "Peregrinação", de Fernão Mendes Pinto; "Sermão de Santo António aos Peixes", de Padre António Vieira; "Aparição", de Vergílio Ferreira; "Livro do Desassossego", de Fernando Pessoa; "Sinais de Fogo", de Jorge de Sena; "Viagens na Minha Terra", de Almeida Garrett; "Mau Tempo no Canal", de Vitorino Nemésio - estes doze grandes livros não cobrem a imensa riqueza da literatura em língua portuguesa, mas são obras de referência da nossa identidade. E agora passam a fazer parte da identidade audiovisual do país.



    São 50 minutos que incluem excertos das obras e dos enredos das vidas dos autores, em estilo biográfico, histórico e, surpreendentemente, apelativo. Boa televisão a aproveitar-se da melhor literatura para agilizar as mentes. Todas as sextas na 2.
    por: Grandes Livros

    segunda-feira, abril 06, 2009

    À Dança!!!

    Para quem gosta de Danças de Salão o tango é quase obrigatório.
    Que tal esta exemplo

    Dia Mundial do Livro Infantil - 2 de Abril


    Alice Vieira lamenta que Dia do Livro Infantil seja pouco divulgado

    Nacional | 2009-04-02 18:29
    A escritora Alice Vieira lamentou que o Dia Internacional do Livro Infantil, que, esta quinta-feira, se celebrou, tenha tido pouca divulgação na comunicação social, porque "tudo o que seja para falar do livro "é sempre fundamental e importante".